domingo, 18 de dezembro de 2016

Menosprezador

Essa poesia é simples e singela,
É o reflexo de um morador
De uma favela.

Alguns podem dizer que
Ela não é literária,
Todavia o que importa são
Os versos sussurrados de verdade.

É para aqueles que de quando
Em quando gosta de fumar
Seu baseado; também é para
Os caretas que gostam de
Um toddy bem gelado.

Agora pare! Escute a mensagem
De braços abertos, por favor
Ouçam o meu brado!

Não importa se você é malandro
Ou doutor....
Temos que inverter a palavra
Que diz: menosprezador.
Temos que parar de nos
Menosprezar, e assim
Transcender para menosprezar-a-dor....

Isso mesmo malandragem,
Isso mesmo carretagem,
Vamos menosprezar a dor,
Assim ninguém será

Um menosprezador.


quarta-feira, 7 de dezembro de 2016

De amor eu não morro

A poesia não precisa sempre ser rimada,
É um alto falante com palavras sussurradas.
Ai de mim se não fosse a poesia....            
Que me ensina e ao mesmo tempo me fascina.
Essa poesia que me alivia outrora
Traz a dor que me agonia.

Dane-se, eu a amei. Mas ela não deu valor.
Agora apareceu outra e me conquistou!
Roubou o meu coração a mão armada,
Sim, a pretinha me trouxe flores para
A minha primavera ensolarada. E você
Meu amor me deixou! Como você
Pode fazer isso, agora eu cultivarei as
Flores da pretinha em minhas mãos,
Cuidarei dela, já você! Merece o meu desprezo.
Seu jardim em meu coração morreu....
E a culpada foi você.

Já não sinto mais a dor da paixão....
Calejado fiquei pela minha disposição.
Sou intenso em tudo que eu faço.
Se eu amo.... Eu amo. Se eu odeio.... Eu me maltrato.
Por isso não tenho ódio de ti,
Apenas te esqueço e prossigo sem cair.

Já até tiver amor por ti,
Hoje em dia não consigo mais te olhar assim.
Vou amar aquela pretinha. Você foi embora,
Nem olhou para traz, e eu também seguir
A minha vida com o destino que me faz.
Já não sofro por amor.... Até porque a paixão
Desabrochou, uma nova flor que
Me deu o devido valor. Ela me inspira e ao mesmo
Tempo me silencia; ela me beija e ao mesmo
Tempo não respira, o tempo para e o relógio
Silencia, não se escuta mais o tic-tac,
Hoje estou convencido; de amor eu não morro.

Com você eu não quero mais passar nem uma tarde de novo.


Não sei se realmente foi amor

Quem inspirara a poesia?
Quem ouvira o alarido do olhar?
Eu sei que não sou perfeito,
Porém pelo meu amor eu
Tive todo respeito....
Ela se acomodou e não olhou,
E nem sequer ouviu o meu amor.

A pretinha falou: por favor neguinho,
Devolva o meu amor.... Estou com
Saudades e estou sentindo muita dor.

Eu vi que o meu amor não percebeu,
E agora longe estou, e o culpado não sou eu.

A pretinha quer me reconquistar,
E nesse momento de dor,
Eu apenas consigo lhe abraçar.

O meu amor me deixou, mas a pretinha
Venho e me aliviou....
Essa dor que eu sentia, ela,
A pretinha já curou,
Já o meu amor, porque você me menosprezou?

Sou louco e sou poeta.
E por causa do amor eu vivo
E até morro por ela....
Porém a questão que fica é:
Porque você me deixou?
Agora sinceramente eu já
Não sei se realmente foi amor.

Mas a pretinha voltou....
Meu coração está divido por ti
E pela paixão. A paixão quer me
Conquistar, enquanto o amor não
Quer nem me perdoar. O amor está
Orgulhoso, enquanto a paixão só
Quer sentir o meu calor. Ela quer
Eu de todas as formas....
E com seu jeito eu vou me entregar,
Ela sabe como me cativar.


O ETERNO ENTROU NO ESPAÇO-TEMPO

Tende em vós o mesmo sentimento que houve também em Cristo Jesus, o qual, tendo plenamente a natureza de Deus, não reivindicou o ser igual a Deus, mas, pelo contrário, esvaziou-se a si mesmo, assumindo plenamente a forma de servo e tornando-se semelhante aos seres humanos. Assim, na forma de homem, humilhou-se a si mesmo, entregando-se à obediência até a morte, e morte de cruz. Por isso, Deus também o exaltou sobremaneira à mais elevada posição e lhe deu o Nome que está acima de qualquer outro nome; para que ao Nome de Jesus se dobre todo joelho, dos que estão nos céus, na terra e debaixo da terra, e toda a língua confesse que Jesus Cristo é o Senhor, para a glória de Deus Pai. - Filipenses 2:5-11

Ao longo da história da humanidade houve muitos deuses no mundo. Todos, porém, são criados pelos homens. Existe apenas um Deus vivo e verdadeiro. Os deuses dos povos são ídolos que não têm vida nem poder de dar vida. O verdadeiro Deus não foi criado, é o Criador, Não passou a existir, é o Pai da eternidade. Não foi inventado pela imaginação humana, é a fonte de todas as coisas. Quem é este Deus? Qual é o tamanho deste Deus?

Ele é transcendente. É maior do que tudo o que existe, pois tudo o que existe, existe a partir dEle. Nem o céu dos céus pode contê-lo, quem dirá as dimensões. Mas qual é o tamanho dos céus que ele mediu a palmos? E que conversa é essa de dimensões? Os astrônomos afirmam que o universo tem mais de noventa e dois bilhões de anos-luz de diâmetro. Isto é, se voássemos a velocidade da luz, trezentos mil quilômetros por segundo, demoraríamos mais de noventa e dois bilhões de anos para ir de uma extremidade a outra. Em relação a dimensões lembro-me de uma linguagem primitiva a qual o apostolo Paulo falava, porém quero que vocês leiam o capitulo, pois quero apenas frisar alguns versículos em especial, leiam não só os versos que colocarei mas analisem o capitulo; [...] “Por esse motivo, dobro o meu joelho diante do Pai, do qual se deriva toda a paternidade nos céus e na terra. Oro para que, juntamente com suas gloriosas riquezas, Ele vos fortaleça no âmago do vosso ser, com todo o poder, por meio do Espírito Santo. E que Cristo habite por meio da fé em vosso coração, a fim de que arraigados e fundamentados em amor, vos seja possível, em união com todos os santos, compreender a largura, o comprimento, a altura e a profundidade dessa fraternidade, e, assim, entender o amor de Cristo que excede todo conhecimento, para que sejais preenchidos de toda a plenitude de Deus. Àquele que é poderoso de realizar infinitamente mais do que tudo o que pedimos ou imaginamos, de acordo com o seu poder que age em nós, a Ele seja a glória na Igreja e em Cristo Jesus, por todas as gerações, por toda a eternidade. Amém!” - Efésios 3:14-21.... Sim devemos conhecer e compreender a largura, o comprimento, a altura e a profundidade de todas as coisas, além dos relacionamentos fraternais, tendo um olhar para as coisas espirituais de modo que comecei falando sobre dimensões já indo para a realidade espiritual e agora quero voltar a falar sobre as dimensões, agora usado uma linguagem mas cientifica moderna quero lembra aos meus irmãos em Cristo para não se espantarem com os rumores que daqui a alguns anos aparecerão sobre mundos paralelos. A teoria sobre a existência de mundos dimensionais ao nosso, estar cada vez mais acentuada no mundo científico, inclusive com o projeto de uma experiência envolvendo o acelerador de partículas maior do mundo instalado na periferia da cidade de Genebra na Suiça aguça essas possibilidades, e de igual modo o Evangelho já me dá diversas fagulhas dessa probabilidade real, por exemplo quando Jesus entra em uma casa com portas e janelas trancadas, parecendo até que atravessou uma camada dimensional com mui facilidade, e isso aconteceu depois de ressuscitado, espantoso ainda mais imaginar que até com seu corpo antes a ressureição já esboçava sinais miraculosos, como por exemplo, sua aparência pessoal foi transformada em uma forma glorificada, e as suas vestes tornaram-se brancas deslumbrantes. Moisés e Elias apareceram e falaram com Jesus sobre a Sua morte que aconteceria em breve. Logo não me espanto com novas descobertas de mundos dimensionais, e isso também não é sinal de escândalo para o Evangelho.


Deus, sendo imenso e infinito, é, portanto, maior do que o universo, dimensões, sua grandeza encontra-se na humildade de ter de esvaziar-se a Si mesmo tornando-se um bebê, nascendo de uma virgem e foi enfaixado em panos. O Eterno entrou no espaço-tempo e vestiu pele humana. Sendo o Rei da Glória, fez-se servo e o menor deles. Sendo o Rei da glória, sendo o Criador, o sustentador e o dono do universo, fez-se pobre, de modo que nasceu em uma manjedoura. O Verbo Eterno se fez Carne e habitou entre os humanos na forma de um humano, viveu como uma pessoa divina, fez-se carne e armou seu tabernáculo entre nós. Bendito mistério, sublime mistério do Criador, que alegria ter consciência de que o Eterno fez tudo isso por nós, quem ousará dizer; Deus não me ama? Quem cometerá está loucura! Sim, a humanidade é amada por Seu Criador. AquEle que criou o conhecido e o desconhecido diante das percepções humanas nos visitou, e nos ensinou a ser gente de verdade.


sábado, 19 de novembro de 2016

Ressaca

Sinto-me tão fraco, parece-me que estou me perdendo. Anestesiado por grandes doses de whisky, sinto-me solitário. É difícil compreender essa maneira louca de ser, é difícil suportar essa realidade. Acho que estou de ressaca, sinto tonturas e meu corpo está frágil. Arrependo-me de ter bebido ontem, creio que a solução seja eu vomitar mais um pouco. Engraçado que realmente eu não sei porque estou assim. Minha boca está seca, vou pegar uma água. Enquanto isso tentarei dizer a vocês porque hoje estou assim…. Sou uma pessoa carnal, ao mesmo tempo espiritual…. Sou um discípulo de Jesus, ao mesmo tempo sou poeta. Escrevo as minhas emoções e registro os meus sentimentos. Sou filósofo, pois zelo a moral, procuro conhecer o saber, e assim dedico para me expressar; para que outros venham também se exercitar. Sou um louco apaixonado, e uma pessoa muito intensa. Não sei até quanto tempo viverei, mas quero viver, até porque na realidade muitas pessoas apenas existem. Existe para trabalhar e ganhar dinheiro, existe para brigar, existe para matar, existe para lá não sei o que mais…. Eu quero viver! Viver para amar, viver para ser amado, viver para aprender, viver para ensinar, quero vida! Uma vida bem vivida. Porém hoje estou fraco. No entanto tenho que levantar, não posso parar de caminhar no chão da vida. A depressão quer me pegar, vou sair fora. Olha-lá-ei nos olhos e direi: sai daqui sua hipócrita! Não quero nem te olhar, e assim andarei de mãos dadas com a velha alegria, sabendo que terei que enfrentar momentos de sua ausência, mas jamais de seu abandono…. Digo isso porque sei que todos os humanos são frágeis, não existe quem possa dizer, eu sou forte. Por isso a recomendação não é para lutar, antes é para resistir. Obrigado meu Abba por mais uma oportunidade de recomeçar.


Não façam seus filhos tropeçarem

Fico impressionado com o grau de perversidade por parte de alguns frequentadores de templos. Eles ouvem a mensagem do Evangelho, isso quando ouvem, e mesmo assim tratam seus filhos maus…. Como podem ouvir de amor ao próximo sendo que não conseguem amar pacientemente o próximo dos próximo deles, seus filhos, vi uma cena espantosa de duas mulheres que frequentam uma igreja com seus filhos. Uma gritava: quer que eu arranque o seu pescoço? Você quer! Então fique quieta, depois de alguns segundos ouvir apenas as chineladas e a criança gritando. Logo em seguida a outra mãe também bradava ameaças ao seu filho dizendo: quer que eu te pegue também? E gritavam e batiam em suas crianças…. Isso é assustador, tal entorpecimento de consciência diante do Evangelho é um sinal que essas mulheres não estão ouvindo a verdadeira mensagem de amor do Evangelho, de ensino, exortação, longanimidade, domínio próprio. E eu observando essas duas mulheres agindo assim, me perguntei: Abba, quantas pessoas por aí afora também não estão criando seus filhos da mesma forma, cristão e não cristão, ouçam o que eu vou dizer! Isso é inadmissível diante do Criador…. Lembro-me das palavras do meu Mestre: [...] "E Jesus, chamando uma criança, colocou-a no meio deles. E disse: “Com toda a certeza vos afirmo que, se não vos converterdes e não vos tornardes como crianças, de modo algum entrareis no Reino dos céus. Portanto, todo aquele que se tornar humilde, como esta criança, esse é o maior no Reino dos céus. E quem recebe uma destas crianças, em meu nome, a mim me recebe. Entretanto, se alguém fizer tropeçar um destes pequeninos que crêem em mim, melhor lhe seria amarrar uma pedra de moinho no pescoço e se afogar nas profundezas do mar. Ai do mundo, por causa das suas ciladas! É inevitável que tais ofensas ocorram, mas infeliz da pessoa por meio da qual elas acontecem!" Mateus 18:2-7…. Ai de nós por tratar tão mal nossas crianças! Falo por mim…. Na minha infância eu tomei várias surras, e não estou falando de tapinha na bundinha, não estou falando de ficar de joelhos em caroços de milho, também teve essas ocasiões, no entanto estou falando da violência sem freio, aquela agressora de verdade, socos, chutes, chicotadas de cinturões, pauladas de madeira e etcetera…. Taís surras me transformou em um adolescente revoltado, cheio de ódio, de modo que eu não esboçava respeito a nenhum tipo de ser humano, cresci com um rancor enraizado no meu coração, dizia que odiava meus pais, e estava convicto de que eles não me amavam. É claro que é necessário salientar que muitas surras que tomei foi merecida, porém outras não. Eu não entendia porque eu apanhava tanto, e isso alterou meu relacionamento social, era um garoto deveras problemático. Então queridos pais e mães conversem com seus filhos e não os tratem como saco de pancada, ou como uma televisão velha quando não pega o canal que queremos logo largamos o tapa. Eles podem crescer revoltados com vocês e com o mundo, e assim vocês fazem eles desviar do caminho do Evangelho, do caminho do amor, desse modo vocês colocam eles no meio da rua dos sentimentos rancorosos, e se esquecem que vocês têm o propósito de guiar eles pelas calçadas seguras do amor. Não façam seus filhos tropeçarem, se não seria melhor que vocês amarrassem uma pedra de moinho no pescoço e se atirasse nas profundezas do mar. Eu todavia estou aqui narrando um parágrafo da minha infância graças ao Evangelho, graças ao Eterno, e graças ao Seu Filho…. Pois eles fizeram eu nascer de novo. Fui totalmente atropelado pela graça do Eterno e isso transformou a minha consciência, de modo que minha condição diante do Eterno é pelo simples fato de que sou amado por Deus. A anos que eu não penso mais na alegria do céu, e do medo do inferno, mas sobretudo sou movido pelo amor divino depositado em mim por Deus. Portanto meu clamor é que pais amem seus filhos e os exortem em amor, jamais na violência. E filhos, tenham paciência com seus pais, eles também são adultas crianças. E aos órfãos, não chorem pequeninos do Eterno, nosso Abba faz seus anjos acampar em volta de vocês.



Porque me julgam humanidade má?

Porque as pessoas me julgam tanto? Muitos me vem fumando um cigarro e já me olham de olho torto, até mesmo quando não dizem nenhuma palavra seus corpos reagem com o preconceito que já está instalado em suas mentes. Isso é uma desgraça…. A desgraça não é o meu semelhante, mas sim as idéias que ele tem sobre mim, isso me revela o quão escroto é o caráter dele. Mesmo assim eu o amo, pois meu Mestre assim me ensinou. E quando olham para mim como se eu fosse um bandido ou um traficante, observam a forma que eu ando, as roupas que estou vestido, e lamentavelmente se esquecem que pelados todos nós somos o mesmo, como pode uma roupa criar uma imagem na mente do preconceituoso a respeito de mim? Não olhem minhas roupas ó gente perversa de mente, vejam a beleza da minha alma. Conheço muitas pessoas que classificam as outras pelo que veste, pelo modo que elas falam, mas nenhuma dessas pessoas tem a capacidade de penetrar os olhares e enxergar a roupa de linho branco reluzentes que essas pessoas carregam por essência de ser. Estou cansado das pessoas me chamarem de ladrão, bandido, maloqueiro, sem futuro…. Porventura eles não sabem que eu sou um discípulo de Jesus? E mesmo assim me julgam porque eu fumo meu cigarro, bebo a minha cerveja com meus amigos…. No entanto eu os amo e o meu Senhor sabe disso, sim, Jesus não brincou quando falou: [...] “E, por causa do meu Nome, sereis odiados de todos. Contudo, aquele que permanecer firme até o fim será salvo. Mateus 10:22…. Está escrito que por causa do nome dEle, o que isso quer dizer? É necessariamente só pelo nome, pelo simples significado da nomenclatura? Não. Pois todo aquele que conhece Jesus vive uma vida de acordo com seu caráter. Então sou odiado por causo do nome do meu Mestre, porque procuro ter a minha vida baseada na realidade com o modo que ele tratou os humanos, e isso inclui, acolher aqueles que são marginalizados pela sociedade, marginalizados pela religiosidade dos homens. Quem não entende isso é um grande sinal que não observa o Evangelho, é um sinal que é apenas uma pessoa frequentadora de templos religiosos. Por isso sou julgado até pelos meus, por aqueles que se dizem cristãos, eles dizem: olha lá fulano falando com aquela mulher de má fama, com aquele nóia ali na esquina, com aquilo e com isso…. Não mudarei, meu Senhor me ensinou a ser assim, dizer a todo ser humano não importa quem seja que temos um Abba na eternidade que diz: Eu amei o mundo de tal maneira que entreguei o Meu Filho a vocês, e agora como vocês reagiram a isso? Eu reajo dessa mesma forma querido Senhor: dizendo ao máximo de pessoas que o Senhor as ama, e perguntando se elas estão preparadas para mudarem suas vida, não a suas rotinas no final de semana. No entanto me consolo pelo que o meu Mestre prenunciou: "Bem-aventurados sois vós quando vos insultarem, e perseguirem e, mentindo, disserem todo o mal contra vós, por minha causa." Mateus 5:11…. Sou feliz no Senhor, porque sou quem sou em nome dEle. Amém Abba.


Ser complexo que somos.

Apesar do ser humano complexo que somos, todos nós temos uma profunda carência de está com outros humanos como nós, digo o ser, não ao modo de pensar, agir e se vestir. Comecei deixando claro que somos complexos, e não é mentira isso.... Não estou falando de afinidade coletiva, não estou falando de personalidades iguais, estou me referindo ao ser complexo que somos. Somos tão complexos que até mesmo apesar das diferenças a gente precisa de gente a nossa volta. Mesmo que a pessoa não seja da forma que queremos eu me pergunto: quem aguenta ser amigo da solidão? Não estou falando da procura de uma paixão, de um amor, de um cangote para cheirar. Estou falando da realidade humana para humanos orgulhosos. Quando digo isso não me excluo da lista de chamada, eu sou um dos piores.... No entanto indago: quem porventura quer ser companheiro da solidão? Creio que ninguém, apesar das nossas complexidades, precisamos disso. É necessário. E basicamente digo, o que é comunhão com outras pessoas? Por que ela é necessária? E lembro-me do que está escrito: Foge igualmente das paixões malignas da juventude e segue a justiça, a fé, o amor e a paz em comunhão com os que invocam o Senhor de coração puro. 2 Timóteo 2:22.... Quando penso na paz em comunhão com os que invocam o Senhor de coração puro, entendo de uma forma não religiosa, mas sim de uma simplicidade divina que sussurra em meu coração dizendo: é todos aqueles que amam, eles são nascidos do meu espírito é gerado pela minha vontade, mesmo que eles não saibam, ou nunca venham saber. Ora, de modo que também está escrito e me alegro: Se, no entanto, andarmos na luz, como Ele está na luz, temos plena comunhão uns com os outros, e o sangue de Jesus, seu Filho, nos purifica de todo pecado. 1 João 1:7…. Então “descomplexando” tudo a solução é o amor, o andar carinhosamente na luz do Pai das luzes, e saber que todo aquele ser humano complexo que ama, é conhecido de Deus... Mas não o deus do conceito coletivo religioso humano, não, mas sim o Deus que se manifestou na revelação histórica de Jesus de Nazaré. Enquanto escrevo essas palavras, não imagino de onde provém esse saber, esse anseio, essa ousadia de afirmar tais coisas que por muitos vão ser tido como heresia. No entanto sei em quem tenho crido e todos os dias protesto contra a religião que criaram em nome dEle.


Intimidade coletiva

Creio que não existe intimidade coletiva maior do que um trem cheio de pessoas,  são gente de diversos lugares e às vezes até os nossos próprios vizinhos, uma das coisas que me surpreende no trem é quando uma senhorinha de idade cochila em seu ombro, confesso que não sei o que fazer…. Não sei se eu acordo ela, ou se lhe faço um cafuné. Também vejo a rapaziada ganhando o seu dinheiro que para mim é uma causa honesta que o governo deveria liberar, estou falando dos irmãozinhos que “marretam” no trem, para quem não sabe o que é um marreteiro, é aquele carinha que vende balas no trem, e como eles mesmo dizem: “temos variedades de produtos pessoal!”.... Ainda mais em um período em que vivemos onde o desemprego está batendo na porta de várias pessoas pobres, penso eu, por que impedi-los de ganhar o pão de cada dia deles? Os nossos governantes não sabem o que é passar fome, não sabem o que é um trem lotado de homens e mulheres, em falar nisso também não posso deixar de falar sobre a safadeza de alguns manos que gostam de encoxar as mulheres…. Esses homens que fazem isso são loucos, não pensam que alguma mulher da família deles também possa estar passando pelo mesmo processo de taradeza. Eles nem sequer imaginam: “mano! Por que eu estou fazendo isso? Se alguém fizer isso com quem eu amo, eu não vou gostar nada, e ainda vou dar umas porradas nesse cará”. Pense nisso você que se gaba por aí, porque vive encoxando as mulheres no trem. Também não podemos esquecer da malandragem do trem, aqueles maninhos e maninhas que sentam e só fecham os olhos, o pior disso tudo é que eles sentam nos assentos preferênciais, aí já sabemos o que acontece, pode cutucar que eles não acordam pois estão consciente que alguma velhinha ou velhinho querem sentar…. No trem tem pessoas alegres, estressadas, tristes, empregadas e desempregadas. Será que há intimidade coletiva maior do que essa? Creio que não! Nosso povo desde o princípio é abençoado pelo Eterno com a virtude da resistência. Não importa o quanto o sistema nos oprima, não importa o quanto o sistema não nos respeita, não importa se o sistema está nem aí para nossa realidade, não importa se o sistema apenas nos deixa as migalhas, não importa o quanto eles nos humilhe usando as mídias, e não importa o quanto a elite nos explora…. Nós vamos resistir, pois todo povo de periferia foi abençoado com o dom da resistência, e que a gente possa reconhecer que essa força que nós temos para resistir provêm do Eterno. Desse modo concluo minhas palavras com algo que Paulo falou certa vez: [...] “Não vos amoldeis ao sistema deste mundo, mas sede transformados pela renovação das vossas mentes, para que experimenteis qual seja a boa, agradável e perfeita vontade de Deus." Romanos 12:2


Nossa família universal

Vou contar uma história para vocês. Conheço uma família que é muito grande, todos eles sofrem da mesma fraqueza: a morte. Todos eles almejam o mesmo objetivo: a vida. No entanto a muitas brigas e divisões nessa família e um afastamento brutal para com o Abba delas. Para não dizer que eu estou sendo injusto, é verdade que nem todos estão afastados do Abba Divino. Acontece coisas muito erradas nessa família que eu creio que o nosso Abba envergonha-se de vê-las, umas delas foi a classificação daqueles que têm para com os que não tem, e o que mais me entristece é saber que essa divisão é culpa absolutamente nossa, os humanos, agora nossos irmãos que têm olham com desprezo para o seu semelhante que não tem, os nossos irmãos que têm foram enfeitiçado pela cobiça, orgulho, vaidade, só pensam neles e naqueles que fazem parte do mesmo grupo que eles…. Enquanto isso os nossos irmão que nada tem choram, lamentam e pranteiam rangendo os dentes pela calçada da vida, ignorados e maltratados por aqueles irmãos que têm eles clamam aos céus dizendo: Ó querido Abba porque isto acontece com nós que somos pobres, porque sofremos tanto na vida? E o silêncio os serve de consolo, porque a verdadeira luz que vinda ao mundo, que ilumina a todo homem, os da força para resistir, para caminhar no chão da vida com perseverança e amor, mesmo que eles não a veja, a verdadeira Luz os iluminará. É trágico a insensibilidade dessa família, como vocês acham que o nosso Abba fica quando vê muitos de seus filhos, que têm, trancadas em seus apartamentos com depressão, fracos e amedrontados com medo de enfrentar a realidade da vida, escondidos como ratos com medo dos gatos que estão de tocaia para pegá-los. Como vocês acham que o nosso Abba fica.... Quando ver, os que não tem, não tendo absolutamente até aquilo que não tem porque os orgulhosos irmãos que têm querem nos deixar sem nada, isto é, querem tirar tudo aquilo dos que não tem, para poderem ter mais e mais. Eu como irmão e membro dessa família terrestre fico demasiadamente triste, revoltado, envergonhado, quanto mais o nosso Abba, quanto mais Ele que deu vida a todos nós, e a cada fração de segundo nos dá, como vocês acham que Ele ver essa situação toda? A respeito disso lembrei-me de um trecho de Apocalipse que diz: [...] “Até quando, ó Soberano, Santo e Verdadeiro, esperarás para julgar os que habitam em toda a terra e vingar o nosso sangue?” Apocalipse 6:10.... Todavia a recomendação é para que a gente tenha paciência até que o número dos nossos irmãos que, como esses que estão clamando por justiça em outra realidade dimensional venham também nós agregar-lhes a eles. Essa história que eu narro para vocês é apenas uma introdução da nossa sociedade, da desigualdade social que povoa todo esse mundo que habitamos. Me desculpem aos que já estão conformados com isso mas eu sou um discípulo de Jesus de Nazaré, e minha consciência não permitiria olhar para tudo isso como se fosse uma coisa normal. Todo ser humano merece sua dignidade de ter o alimento, o teto, a água…. Meu conselho aos meus irmão que têm: reparta e arrependa-se diante do nosso Abba. Aos que não tem digo: Não murmurem e não culpem vosso Abba por causa da maldade de seus irmãos, a família é grande, eu sei, mas o nosso Abba conhece cada um de seus filhos e podem ter certeza, todos nós vamos pagar nossa conta, quando naquele dia estivermos diante de um trono. Portanto persevere e nunca abandone o amor, pois só ele pode nos salvar.


Quem me libertará deste corpo de morte?

A cada dia que passa eu me convenço mais que o mundo precisa de um salvador. Digo isso baseado no que eu entendo diante do Evangelho, digo isso porque eu amo os meus irmãos-semelhantes, isso também me faz lembrar o fato de que você não precisa ser uma pessoa religiosa para compreender o que eu digo. Apenas seja sincera consigo mesma, e verás o quanto tu és mau. Ora, estou falando da sua natureza humana, da minha, sinceramente sem fazer rodeios…. Somos perversos. O apóstolo Paulo quando se deparou com essa realidade exclamou: [...] “Não compreendo meu próprio modo de agir; porquanto o que quero, isso não pratico; entretanto, o que detesto, isso me entrego a fazer. Ora, e se faço o que não desejo, tenho que admitir que a Lei é boa. Nesse sentido, não sou mais eu quem determina o meu agir, mas sim o pecado que habita em mim. Porque sei que na minha pessoa, isto é, na minha carne, não reside bem algum; porquanto, o desejar o bem está presente em meu coração, contudo, não consigo realizá-lo. Pois o que pratico não é o bem que almejo, mas o mal que não quero realizar, esse eu sigo praticando. Ora, se faço o que não quero, já não sou eu quem o realiza, mas o pecado que reside em mim. Assim, descubro essa Lei em minha própria carne: quando quero fazer o bem, o mal está presente em mim. Pois no íntimo da minha alma tenho prazer na Lei de Deus; contudo, vejo uma outra lei agindo nos membros do meu corpo, guerreando contra a lei da minha razão, tornando-me prisioneiro da lei do pecado que atua em todos os meus membros. Miserável ser humano que sou! Quem me libertará deste corpo de morte? Graças a Deus, por Jesus Cristo, nosso Senhor! De modo que, eu mesmo com a razão sirvo à Lei de Deus, mas com a carne à lei do pecado.” Romanos 7:15-25 — Exatamente isso que Paulo disse que eu estou falando a vocês…. A conclusão que Paulo chegou no final de sua análise de si mesmo é o ponto crucial que eu quero afirmar a cada um de vocês. Independente dessa nossa realidade Adâmica o Criador nos enviou o seu unigênito, tudo isso para que Ele nos liberte desse corpo de morte, e assim nos moldar a imagem e semelhança dEle. É necessário que todo aquele que se julga um seguidor de Jesus Cristo, tenha essa consciência, é um dos fatores que nos ensina a olhar para cruz com reverência. E não como se a cruz fosse uma morte sagrada, mas sim por causo do significado que ela implica diante das consciências humanas. Portanto que fique bem claro a nossa sinceridade em relação a nossa natureza humana, somos maus e mesmo assim somos amados por Deus por causo de Jesus, pelo simples significado do mérito glorioso dEle que foi depositado em nossa conta, jamais porque eu faço isso ou aquilo para surpreender o Eterno. Desse modo devemos nos jogar do penhasco da graça confiante que temos um Abba que estará amorosamente disposto a nos acudir. Essa realidade divina é consoladora, de modo que o meu coração se quebranta e espontaneamente eu vivo a minha vida dando razão a Deus quando digo: Senhor, eu sou fraco, mas sou amado e desejo que o Senhor me torne semelhante ao seu Filho, Cristo Jesus. E ainda ousarei te dizer que você não precisa fazer parte de um clube eclesiástico para imitar a Cristo, sinceramente hoje em dia é mais fácil você se tornar em um religioso fanático do que um ser-humano parecido com Cristo. Aconselho-te a ler mas os Evangelhos para você conhecer melhor o caráter daquEle que você segue, porque o mundo está cheio de falsos cristos que apenas carrega o nome jesus. E em relação a isso o Filho do Altíssimo nos avisou: [...] "Se alguém vos anunciar: ‘Vede, aqui está o Cristo!’ ou ‘Ei-lo ali!’ Não acrediteis. Pois se levantarão falsos cristos e falsos profetas e apresentarão grandes milagres e prodígios para, se possível, iludir até mesmo os eleitos. Vede que Eu o preanunciei a vós"! Mateus 24:23-25 — E antes que apareça algum teólogo de plantão metido a besta falando: "Ele está se referindo a vinda dEle." Não se esqueça que Ele também afirmou: "Entretanto, a respeito daquele dia e hora ninguém sabe, nem os anjos dos céus, nem o Filho, senão exclusivamente o Pai. Mateus 24:36 — Portanto vigiai, pois pode ser a qualquer momento.


segunda-feira, 17 de outubro de 2016

NEM TODOS ADORMECEREMOS

O que aconteceu com vocês sociedade? O que aconteceu com vocês seres humanos? Quem lhes ensinaram a viver dessa forma tão grotesca? Quem foi o canalha que lhes ensinaram a matar e devorar uns aos outros.

Até quando derramaremos o nosso próprio sangue? Quero ser um guerreiro nesse campo de batalha, o qual chamamos de vida que resistiu com a espada limpa, na realidade muitas pessoas pensam que a vida tem que ser uma luta.... Não caros maninhos e maninhas, na realidade a vida é uma resistência, temos que resistir o mal que nos cerca de modo que fazendo isso, somos iluminados pelo bem da vida, e por fim pelo Bem Maior, claro que estou falando do bem que vem da parte do Eterno.

Temos que resistir aos nossos impulsos raivosos, nossa soberba, maldade, vingança, egoísmo, ignorância, negatividade, temos que resistir a tudo isso e muito mais, não adianta lutar contra essas coisas, enquanto vivermos nesse corpo corruptível carregaremos essa herança que nos foi deixada por conta da primeira desobediência humana diante do Eterno.

Saber disso me deixa mais confiante por que sei que devo resistir e não preciso fazer isso sozinho. Conheço um homem cujo nome é Jesus de Nazaré que afirmou coisas espantosas que até mesmo hoje em dia a humanidade questiona, será que Ele é um lunático ou tudo o que ele disse é verdade, quem nunca se fez essa pergunta? Quem não se lembra do conhecido pensamento do C.S Lewis falando sobre isso? “Só podemos olhar para Jesus sob três perspectivas: ou ele é um mentiroso, ou é um lunático, ou é Deus. Se Jesus não é quem disse ser, então, é mentiroso. Se Jesus não é quem pensou ser, então, é lunático. Se Jesus é quem disse ser, então, é Deus”. Eu sou um daqueles que confia de todo coração que Jesus é a encarnação do Eterno entre nós, em um corpo frágil, em um corpo que caiu no chão, que se arrastou, mamou, chorou, brincou, cresceu, se solidificou na imagem de um verdadeiro homem de verdade, um ser humano sem macula.

No entanto minha indignação é em razão da desconfiguração que chegamos a respeito de nós mesmos, diante dos relacionamentos humanos; quem foi que mandou matar o companheirismo entre os homens se não a religião e a política.... Somos ensinados deis de cedo que a vida é uma competição aonde no final todos que ganham perdem, perdem a sensibilidade do amor, da amizade, da fraternidade, alguns chegam a perder até mesmo a vida. Não quero que pensem que eu sou uma pessoa pessimista, porém não posso trair a minha própria consciência.

Comecei perguntando o que aconteceu com nossa sociedade, o que aconteceu com os humanos, e quem nos ensinou a viver dessa forma, quem foi o canalha que nos ensinou viver assim; e digo para cada um de vocês sem fazer rodeios, nós mesmo fizemos isso conosco, você é o canalha. Todavia não estou me julgando um não canalha, eu também sou um canalha que nem vocês, mas um canalha que reconhece e tem consciência de minhas canalhices, um tremendo canalha que sabe que precisa urgentemente ser moldado a imagem e semelhança de Jesus de Nazaré, só assim serei um homem de verdade, orando ao Abba que nos conforme a imagem e semelhança de Cristo.

Ó querido Abba agora eu entendo o que o meu irmão Paulo quis dizer quando falou; “eis que eu vos declaro um mistério: nem todos adormeceremos, mas certamente, todos seremos transformados, num momento, num abrir e fechar de olhos, ao som da última trombeta. Porquanto a trombeta soará, os mortos ressuscitarão incorruptíveis e nós seremos transformados. Pois é impreterível que este corpo que perece se revista de incorruptibilidade, e o que é mortal, se revista de imortalidade. No momento em que este corpo perecível se revestir de incorruptibilidade, e o que é mortal, for revestido de imortalidade, então se cumprirá a palavra que está escrita: “Devorada, pois, foi a morte pela vitória!” “Onde está, ó Morte, a tua vitória? Onde está, ó Morte, o teu aguilhão?” Porquanto, o aguilhão da Morte é o pecado, e o poder do pecado é a Lei. Contudo, graças a Deus, que nos dá a vitória por intermédio de nosso Senhor Jesus Cristo!” 1 Coríntios 15:51-57

Borá pra vida maninhos e maninhas.



terça-feira, 11 de outubro de 2016

UM CONVITE

Será que os homens não percebem que a humanidade é depravada?

Confio no Evangelho como Palavra do Próprio Eterno encarnada na manifestação histórica de Jesus de Nazaré, sim, meus maninhos e maninhas.

Atentem bem ao que estou dizendo.... Palavras do Criador do universo, e de tudo mais aquilo que está criado além do universo, nas camadas dimensionais que são divididas como membranas, aos céticos que bem sei; não compreenderão a simplicidade da linguagem ao qual eu digo baseado na teoria das cordas. Atentem bem ó homens! Estou falando daquEle que arquitetou a criação com o poder de sua Palavra.

Estou profundamente convencido, e digo isso baseado no Evangelho, que nenhum homem consegue se salvar de si mesmo, como comecei sussurrando; somos depravados, não temos nenhum controle no que pode nos acontecer no presente e quem dirá no futuro? O passado se temos? É apenas o privilégio de observá-lo, e que deve ser visto com o espetáculo de gratidão, pois o Eterno é bom e nos perdoa a cada milionésimo de segundos.

Repito novamente, a humanidade precisa profundamente de um salvador de suas almas.... Estou falando daquilo que foi decidido antes da criação do mundo, pois a respeito disso Pedro fala em sua primeira epistola; [...] fostes resgatados pelo precioso sangue de Cristo, como de Cordeiro sem mácula ou defeito algum, conhecido, de fato, antes da criação do mundo, porém revelado nestes últimos tempos em vosso favor. Por intermédio dele credes em Deus, que o ressuscitou dentre os mortos e o glorificou, de modo que a vossa fé e a esperança estão firmadas em Deus. E Paulo ainda ousou dizer em sua primeira epístola aos de Timóteo no capitulo três; [...] sem dúvida, grande é esse mistério da fé: Deus foi manifestado em carne, foi justificado no Espírito, contemplado pelos anjos, pregado entre as nações, crido no mundo e recebido acima na glória. E acrescento dizer; como ignorarei isso? Seria dizer a minha própria consciência, cale-se, pois, sou um tolo teimoso.

No entanto não vou ignorar, e compreendo que sou demasiadamente falho, graças a Deus por Jesus Cristo, graças ao Pai pelo Filho ter sido dado a nós, caso contrário quem se salvaria? Ninguém.

Essas palavras é um convite para vocês irem ao Senhor de todos aqueles que são filhos do amor. Não é um convite para você frequentar uma escola doutrinaria de teologia. Esse convite é para pessoas que sabem que não tem forças para se salvarem daquilo que pelo século dos séculos os homens falam com temor; A morte. Esse é um convite para a vida, de modo que a nossa confiança é; [...] Eu Sou a ressurreição e a vida. Aquele que crê em mim, mesmo que morra, viverá. João 11:25.... Essas palavras é um convite para todo aquele que está sendo esquartejado psicologicamente pela religião que criaram e nome daquele que nunca foi religioso. Isto é, Jesus de Nazaré. É um convite para vocês se tornarem gente boas de Deus aos olhos do nosso Abba, mesmo nós sendo maus. Então vocês me perguntarão; como isso funciona? E eu responderei; apenas creia no Pai e no Filho a quem o Pai enviou para chegar até Ele. Essa é a vida eterna. Pare de lutar conscientemente contra Deus, apenas joguem-se de cima do penhasco da graça e verás o Eterno te sustentar com suas próprias mãos. Essas palavras é um convite para injusto que sabem que são justificados diante do Pai mediante o Filho. São palavras de pessoas sinceras que assumem todos os dias diante do Abba que é um pecador, mais mesmo assim justo, pois foi lavado pelo precioso sengue do cordeiro. Essas palavras não é um convite de autoajuda.... Mas antes, um convite para deixar o orgulho de lado e a prepotência de querer barganhar com o Criador e descansar no colo do Pai, como o filho pródigo na parábola quando voltou, você será bem cuidado e lavado, e o Pai te limpara.

Aceite que você é um miserável! Mas mesmo assim, um miserável que Deus amou tanto que envio Seu unigênito em favor de você, para que você creia e seja salvo.

Agora você entende por que eu amo o Criador? Por que ele é um Pai amoroso e tão bom, agora você entende por que eu não desanimo mesmo vendo um falso evangelho sendo pregado na maioria esmagadora das denominações? Por que nem tudo está perdido maninhos e maninhas, lembram do que foi dito a Elias quando ele pensou que todos tinham abandonado o Criador? Não, pois bem vou refrescar nossa mente; [...] Senhor! Assassinaram os teus profetas e destruíram os teus altares; e somente eu permaneci, e agora procuram matar-me também”. Entretanto, que lhe declarou a resposta divina? Reservei para mim sete mil homens que não dobraram os joelhos diante de Baal! …

Mesmo que os tempos aos quais vivemos são penosos, Ele nos ama, e como toda boa ovelha do único Pastor não esquecemos o que Ele disse; [...] as minhas ovelhas ouvem a minha voz; Eu as conheço, e elas me seguem. Eu lhes dou a vida eterna, e elas nunca perecerão; tampouco ninguém as poderá arrancar da minha mão. Meu Pai, que as deu a mim, é maior do que todos, ninguém é capaz de arrancá-las da mão de meu Pai. Eu e o Pai somos um.” João 10:27:30



sexta-feira, 2 de setembro de 2016

QUE MASCARAS ESTAMOS USANDO?

Por favor não se indignem com minha pergunta, ela é especialmente para mim do que para qualquer outra pessoa, aliais pode ser exclusivamente para mim que eventualmente servira também para vocês.... A razão de assim eu começar dizendo que mascaras estamos usando é pelo simples significado de alguns terem consciência de que assim agem, outros de maneira assustadora já estão com suas mentes cauterizadas, isso é assombrosamente triste, minha primeira pergunta é; quais mascaras vocês têm usado diante da sociedade? A segunda pergunta é; quais mascaras vocês têm usado em seu ambiente de trabalho? E a terceira é; até quando você usara essas máscaras para se sentir aceito por homens? Não posso me esquecer da quarta que é; que mascaras estamos usando em nome da religião?

Comecei perguntando qual mascaras usamos diante da sociedade, disse isso por que reconheço até em mim mesmo, e confesso, uma facilidade de assim agir. Me sentiria envergonhado comigo mesmo se não fosse esse texto confessional diante de todos aqueles que me leem. Vejo pessoas usando a máscara da malandragem para se sentirem mais superiores, todavia, percebo depois de um tempo que eles estão com medo, são medrosos no que diz respeito ao enfrentamento diante da vida com fé naquilo que temos que fazer, e diga-se de passagem; deve ser feito, estou falando do amor que é livre leve e solto para com tudo e todos, digo da responsabilidade de me colocar no lugar do meu próximo e não roubar o celular dele, pois também tenho capacidade de trabalhar e comprar um, ainda mesmo que seja debaixo desse governo que nos dão apenas ossos para roer, eu vou resistir e perseverar no bem da vida. Digo a essa malandragem; você não é malandra! Nos gabamos dizendo; somos uma sociedade civilizada, é o que dizem, mais será que é o que somos? Claro que diante da história da humanidade sempre existiram saqueadores, mas por qual motivo nossa sociedade contemporânea faz isso? Por ventura não temos nossa parcela de culpa também? Conversando com um amigo ele indagou aos prantos; nós também temos que criar vergonha na cara e parar de comprar celulares roubados! Sem hesitar complementei; concordo com cada palavra meu mano. No dia em que nos conscientizarmos diante dessa causa nobre por nós e para nós testemunharemos se aqueles que roubam celulares de pessoas pobres vão comer celular para se alimentar. Sabe, mexeu muito comigo as palavras de um amigo que pode até ser considerado um tolo por muitos, “temos que criar vergonha na cara e parar de comprar celulares roubados”, engraçado ver a liberdade que a sabedoria tem em si revelar a quem ela bem quiser, é isso que nós temos que fazer periferia! Sem envolver polícia, governo, justiceiros, apenas nós mesmos. Não podemos agir com cumplicidade diante de uma atitude errada e sem disciplina e puramente egoísta, é isso que muitos figurões querem.... Ver as favelas se matarem, e estamos agindo burramente do jeito que eles querem. Dito isto espero que cada cachorrinho se contente apenas em roer o seu ossinho, imagine se um dia os cachorrinhos pudessem viver sem esconder os seus ossinhos enterrados com medo de outros cachorrinhos roubarem ele?

Depois perguntei que tipo de mascaras usamos em nosso trabalho, estou falando daqueles que não pensam nas suas ações, não importa o que fazem só fazem pensando neles, no entanto o meu semelhante também não tem bocas para alimentar em sua casa? Homem egoísta e mal! Pare de pensar só em você. Pare de pensar que o seu ambiente de trabalho é um campo de batalha, seja mais humilde e companheiro, trabalhe em equipe e assim todos vão garantir um desempenho melhor. Sei que existem aqueles que dizem; venha ao nosso reino, mais ao vosso só se sobrar. A aqueles que dizem; vou dar uma enrolada pois tem aqueles que podem completar, e os que ainda falam; faça isso aqui novato! Se não você não vai ficar aqui. Depois que cada um saem de seus ambientes de trabalho vão para suas casas como se nada tivesse acontecido. Estou enlouquecido ou estou perdendo meu rosto em meio tantas mascaras? Quem entenderá a loucura de uma pessoa lúcida? Quem ouvirá o clamor de alguém angustiado com tanta indiferença e disputa entre irmãos, alguns podem dizer; tenha calma meu irmão, seja mais competitivo e embarque nesse balão. Muito obrigado meu amigo, desse balão já pulei e graças a Deus cai em um riacho de algodão, descansei e me levantei! Tenho que avisar a eles para se amar. Amem-se e depois digam Amém, assim o Eterno ouvirá suas orações.

E ainda pergunto-me confiante de que alguém está lendo meu texto, até quando usaremos essas mascaras. Será que perdemos as nossas identidades? Acredito que o meu estado natural em meio ao temporal de nossas vidas cotidianas é o amar, só isso pode nos salvar da velhice da arrogância. Refiro-me ao amor Ágape de modo que pode gerar uma relação profunda entre duas almas, não me refiro ao amor romântico, estou falando daquele amor que o próprio Cristo viveu.... Será que é difícil entender o que está escrito que; devemos amar a Deus sobre todas as coisas e ao próximo como a ti mesmo. Portanto estou profundamente convencido de que só encontrarei a minha verdadeira face, sem usar máscaras criadas por homens, imitando a Cristo. Alguns podem dizer; você está querendo usar a máscara de Cristo. Respondo da seguinte forma; meus amigos usei tantas mascaras que estou com o meu rosto perdido, não sei mais quem sou quando olho-me no espelho, estou perdido, no entanto o Eterno ao ver o sofrimentos de seus filhos na terra diz; enviarei meu Filho para vocês imitá-lo, ouçam homens que perderam seus rostos! Imitem ao meu Filho Jesus de Nazaré, e assim achareis sua verdadeira face diante de Mim. Assim vocês entenderão o que está escrito; "façamos o homem à nossa imagem e semelhança". Então me perguntarão de novo; “como pode se Ele era único”? Eis o Evangelho que diz sobre o cordeiro que foi imolado antes da fundação do mundo, é aquEle que Paulo escreveu dizendo; "tudo foi criado por meio dEle e para Ele." E também aquilo que João falou; Todas as coisas foram feitas por intermédio dEle, e, sem Ele, nada do que foi feito se fez." Parem de agradar a homens! Agradem a Deus por que Ele é Bom e ama os seus filhinhos com um amor furioso.

E para terminar perguntei qual mascaras estamos usando em nome da religião, serei rápido e breve, faça sua escolha servir a Deus ou a religião. Religião é apenas um esforço da natureza humana do homem caído para se achegar a Deus com suas próprias forças, é a torre de babel religiosa, por isso a muitas confusões nelas.... Agora com Deus é assim; Ele vem até nós por intermédio de Jesus Cristo, a realidade sempre foi a mesma quando Deus foi atrás do homem e da mulher no jardim do Éden, Deus foi atrás deles e eles fugiram de Deus, meus maninhos eu imploro! Não fujamos de Deus, Ele está nos perseguindo por intermédio de Cristo, e saliento dizer; não confunda Cristo com cristianismo. A muita gente do Evangelho no cristianismo, isso eu vejo, mais não há exatamente nada do cristianismo no Evangelho, isso eu ouso dizer. E se seguimos o Evangelho somos discípulos de Cristo, e se somos discípulos apenas de Cristo, somos filhos de Deus adotados pela graça do nosso Abba Celestial. Portanto a religião por si só já é uma máscara do homem. Mas meu rosto, há esse só enxergo quando estou cheio do Espirito do Deus vivo! Quando procuro me aproximar da imagem do Altíssimo Deus que é Cristo.


segunda-feira, 29 de agosto de 2016

NÃO HÁ NADA QUE EU FAÇA QUE POSSA ASSUSTAR O ETERNO

Minha salvação, nossa salvação, encontra-se na proclamação louca do Evangelho que diz a nós; apenas creiam na lucidez das palavras do meu Filho, confie e não desconfie em nenhum instante.

Sei que preciso de um salvador, a cada dia que passa eu me convenço disso, e sei que eu não consigo fazer isso pelo que eu faço com obras, por que na realidade não estamos falando daquilo que eu faço, ou fazemos, mais sim sobre o que sou e o que somos, como Paulo disse uma vez; "Miserável ser humano que sou! Quem me libertará deste corpo de morte? Graças a Deus, por Jesus Cristo, nosso Senhor! De modo que, eu mesmo com a razão sirvo à Lei de Deus, mas com a carne à lei do pecado. - Romanos 7:24-25

Então eu vivo dando razão a Deus quando digo; Senhor eu sou mal e perverso o Senhor sabe, mais confio e deposito minha salvação na bem-aventurança do Seu Filho meu Senhor.

Quando entendemos que não a nenhum mérito nosso diante da salvação de nossas almas, aquilo que fazemos, a gente faz com um grande suspiro de alívio, sabendo que só fazemos o que fazemos para Deus no próximo por que Ele fez grandiosas coisas por nós, e como somos sal, temos que deixar o nosso gostinho no chão da terra, na vida.

Agora olho para o céu e me espanto, vejo Jesus de Nazaré a direita de Deus Pai, quem me acusará diante do Criador, sendo que Ele mesmo fez-se criatura para salvar a sua criação? Por favor homens não ignorem essa escandalosa graça, aliais, tudo é graça e a vida é uma dadiva de Deus, por isso meu coração se alegra demasiadamente por causa do Filho de Deus, Ele me salvará deste corpo de morte! E me dará um corpo glorificado semelhante ao dEle. Muitas pessoas acharão loucura, ora, eu também acharia se não fosse o Evangelho que me confirma isso.

Por isso meus manos e manas que fique bem claro; Deus é Luz e nEle não há trevas, Deus é amor e esse amor é a vida, Deus é salvação por isso creio no perdão, Ele é justiça pois o Evangelho isso nos confirma, Deus é a razão para um mundo perdido sem razão, Ele é a minha rocha aonde eu descanso as minhas obras, a minhas obras sem tal consciência é nada, pois o Senhor pôr a gente ressuscitou quando estávamos em dívida com o Criador.


sexta-feira, 19 de agosto de 2016

VAMOS AO PAI DAS LUZES

Ando pensando um pouco na vida, e até agora no dia que chamamos de hoje concluo que somos iguais a esses barquinhos no meio do mar....

Todos somos iguais, somos alvos das mesmas fraquezas, como também alvos da graça do nosso Criador. Veja que todos carregam uma luz que emana de dentro deles, a minha pergunta a mim é? Minha luz está refletindo a Luz do pai das luzes.

Se não estiver, vamos ao Pai das Luzes para que a luz dEle em nós reflita ao mundo, conhecemos a parábola do nosso Senhor Jesus — “não se acende uma candeia para colocá-la debaixo do alqueire, mas no velador, e alumia a todos os que se encontram na casa”, não há sentido eu esconder a luz dEle em mim. Um conselho — aos que por seja lá qual for as razões não estiver brilhando a luz de Cristo, não se esqueça que Ele nunca lançará fora aqueles que o Pai das Luzes deu a Ele como pequenos vagalumes que iluminam amor à vida, aos que estão se apagando digo — vá até ao Pai da Luz para se encher de luz, e iluminem a vida uns dos outros.

Não perca tempo contando as pessoas boas da vida, a muita gente boa de Deus, seja uma delas. Esses barquinhos estão vagando pelo oceano imenso. Enquanto escrevo essas palavras o meu desejo é que vocês a discirnam com alma e mente, esse é o protesto que eu faço, sou apenas um dos barquinhos que emana luz, e a luz digo sem demagogia, é a verdadeira luz que vinda ao mundo ilumina a todo homem.

Vou contar-lhes onde encontrar Luz para vossa luz, nos Evangelhos. Se fosse necessário eu escreveria de novo tudo o que acabei de escrever com o meu próprio sangue, se isso levassem vocês de encontro com o meu Senhor, eu sou dEle não obstante tenha sido emboscado pelo sacrílego, eu sou dEle enquanto eu sei que não sou meu, eu sou dEle por que assim o Pai das luzes quis.

Pergunto a vocês, já que estamos no oceano e bem sabemos que ele é imenso, por que não deixar a verdadeira Luz que vinda ao mundo iluminar os nossos barquinhos? Com essa luz lhes garanto que vocês não precisarão nem mesmo de um farol para guia-los. A luz do barquinho é Eterna, pois assim quis o Pai das luzes.

Vós sois a luz do mundo. Não se pode esconder a cidade edificada sobre um monte; nem se acende uma candeia para colocá-la debaixo do alqueire, mas no velador, e alumia a todos os que se encontram na casa. Assim brilhe também a vossa luz diante dos homens, para que vejam as vossas boas obras e glorifiquem a vosso Pai que está nos céus. — Mateus 5:14-16


quinta-feira, 18 de agosto de 2016

PRETINHA LINDA



INTRODUÇÃO

UMA PEQUENA PARÁBOLA QUE FALA DE UM JOVEM QUE TEVE A OPORTUNIDADE DE CONHECER UMA GAROTA E SE TOCARAM APENAS UMA VEZ. USAREI O PSEUDÔNIMO DA FIGURA MASCULINA DE EROS, E A FIGURA FEMININA DA ÉLPIS, ESTOU USANDO DEUSES DA MITOLOGIA GREGA, NÃO POR SER UMA DIVINDADE, OU POR QUE EU CREIA QUE REALMENTE ELES SÃO DEUSES, MAS SIM POR CAUSA DA PERSONALIDADE QUE AMBOS CARREGAM.

Francisco Wallas Da S. Barbosa

DE BOBEIRA NA RUA

Eros como sempre gostava de estar sempre no mesmo lugar semanalmente, todos os finais de semana lá estava ele com os seus colegas tomando algumas bebidas. Nesse dia em especial era uma noite comemorativa, tinha bastante pessoas na rua, e no meio da multidão ele viu algo que sempre estava na frente dele, mas nunca parou para observar. Ela era Élpis... Automaticamente Eros fitou os olhos em Élpis, e meu amigo, não minto e nem exagero em falar isso; foi a noite toda trocando olhares. A mãe de Élpis logo se ligou no que estava para acontecer mais não falou nada, mas ficou só de olho também, Eros malandro nada besta logo percebeu, mas ele de forma alguma desviou seu olhar de Élpis. Pois bem, ficaram a noite toda se olhando um ao outro de modo que parecia que estavam se comunicando telepaticamente. Transcendentalmente ligados no olhar e atraídos pelo belo do amor.

ÉLPIS PROCURA EROS

Depois da troca de olhares, Eros foi embora pensativamente. Mal ele sabia que Élpis não deixaria ele dormir aquela noite, não fisicamente, mais.... Em seus pensamentos. Fazia tempo que Eros não tinha um sentimento desse a alguma pessoa, ele passou quase a noite toda pensando e relembrando em sua mente os olhinhos de Élpis negros como jabuticaba, seu cabelo cacheado, sua pele morena e negra como um diamante, sua boca carnuda, seu sorriso, seu corpo, sua voz.... Que voz maravilhosa, mas de tudo o que me chamou a atenção diante dela foi o seu olhar; algo misterioso e profundo, seu suspiro me trazia o que de mais belo havia nela; seu frescor. Revirei­-me a noite toda em minha cama pensando nela. Noutro dia Élpis procurou-­me, enviando uma mensagem começamos a conversar.

EROS E ÉLPIS PASSAM A CONVERSAR

Eros alegrou­-se muito quando recebeu a mensagem de Élpis, pois havia passado a noite toda pensando nela, no mínimo ele pensou — Ela me mandou mensagem será que ela dormiu comigo em seus pensamentos quando foi dormir? Então ele respondeu Élpis — Oi tudo bem com você?

— Tudo sim respondeu Élpis....

— Que bom que você está bem, percebi que ontem à noite você e eu não conseguia olhar para mais nada que não fosse um e o outro, até mesmo a presença de sua mãe não nos intimidou, dormir com você em meu pensamento a noite toda, disse Eros.

— Eros tenho que confessar que também me sentir ligada a ti de alguma forma que não consigo te explicar, meu desejo era ir logo te beijar e passar a noite em seus braços.

— E por que não realizasse seu desejo Élpis?

— Minha mãe estava desconfiada e ela percebeu o modo que a gente olhava um para o outro. Então fiquei com medo da reação dela, de modo que fiquei apenas ti olhando para te certeza que você me olharia e me doasse toda atenção, mesmo que fosse apenas trocando olhares, seus olhos diziam para mim tudo aquilo que você queria.

— De fato, meu anseio era tal que nem ligava para presença de sua mãe. Ainda bem que você me mandou essa mensagem assim teremos mesmo que seja a distância, de nos conhecermos.

— Tudo bem.

EROS E ÉLPIS MARCAM UM ENCONTRO

Dias passavam e Eros e Élpis conversavam e se conheciam a distância, mas de alguma forma o jeito simples de Eros foi o que conquistou Élpis, ela dizia — Eros nunca conheci alguém como você, chegava a chamá­-lo até de perfeito. Eros não era lá um modelo de uma beleza estupefata, mas ele era uma pessoa que sabia como tratar uma mulher, ele é carinhoso, espontâneo, amoroso, um verdadeiro amante do amor, um poeta da vida. Élpis via tudo isso e se apegava ainda mais a ele. Eros já dizia — Sou tudo isso não pretinha. É você que manifesta essas qualidades em mim por você, se for para culpar alguém de eu ser assim é você. Como não me apaixonar por uma garota igual você, de quem vem minha inspiração e meus anseios por amar e ser amado? Você me faz assim e eu me faço desse modo por você e para ti. Élpis porem disse a Eros — Estamos indo muito rápido, eu apenas quero te conhecer, não é um namoro estar bom? Tudo bem pretinha.... Respondeu Eros. Vamos nos ver então em um parque, esteja lá 12:30 da tarde, você sabe onde fica? Sim disse Eros. Tudo bem te espero lá então se despediu Élpis.

EROS E ÉLPIS SE TOCAM

Eros acordou e foi tomar um banho, pense em um banho demorado meu amigo. Queria ter certeza que ficaria agradável para Élpis, vestiu sua roupa mais simples, pois não tinha roupas de marcas renomadas, porém certificou­-se de ficar bem cheiroso. Chegando ao parque Eros ficou um pouco na entrada dele e mandou mensagem para Élpis para avisar a ela que já tinha chegado. Enquanto estava lá começou a conversar com o guarda que toma conta da entrada do parque, disse o ancião — Espera alguém meu jovem? — Sim disse Eros, como tinha mandado a mensagem para Élpis e ela não tinha respondido resolveu pergunta ao ancião se ele já tinha visto uma menina morena entrando no parque de cabelos cacheados. — O ancião lhe disse, meu jovem apareceu hoje um pouco mais cedo aqui uma menina parecida com essa que você falou, disse que estava esperando um moço, que inclusive parece com você, mas demorou e ela foi embora. — Coração de Eros deu uma acelerada e sorriu, tudo bem, obrigado. Esperarei um pouco aqui vai saber era outra pessoa, mas que intrigante coincidência. Passando mais ou menos 10 minutos ele viu Élpis vindo de longe, alegrou-­se e logo ficou sem jeito. O ancião percebendo a empolgação de Eros lhe disse — Lá vem ela meu jovem, me enganei, demore muito não por que hoje o parque fechará cedo. Tudo bem senhor disse Eros. Dito isto, Eros gritou a Élpis e ela o ouviu, permita­-me uma pause para dizer que esta menina venho como uma deusa andando a meu caminho, o vento conspirou a meu favor, soprando ela para meus braços, logo a beijei no rosto e sussurrei em seus ouvidos vamos, ela me olhou e disse vamos. Toquei ela e sentir o seu perfume.

EROS E ÉLPIS SE SENTAM NA FRENTE DE UM LAGO

Eros e Élpis adentraram o parque e caminharam juntos, nesse dia estava quase vazio tinha poucas pessoas. Eros logo percebeu a timidez de Élpis, mas mesmo assim deu um jeito e pegou em sua mão e foram procurar um lugar tranquilo para eles. Andaram um pouquinho até chegar a parte mais longínqua do parque, na frente de uma espécie de chafariz, uma pequena lagoa. Eros estava muito feliz por que era a primeira vez que estava a sós com Élpis, e Élpis silenciosa como esta minha narrativa do acontecimento, porém Eros sabia que tinha que fazer alguma coisa para acalmá-­la, então se aproximou­se dela e começou a tentar relaxar ela. Do nada me aparece um zelador.... Está tudo bem, falava ao rádio, até hoje imagino o que esse cara pensava que estávamos fazendo, fumando um baseado? Só pode.... Eu e Élpis caímos na risada, talvez isso foi bom para deixa­la-­á mais relaxada. Então ela se manifestou na medida em que eu vinha fazendo caricia nela - Eu sou tímida ela falou, tímida de modo que ela não conseguia nem olhar para mim. Mas aos poucos a gente foi ficando à vontade, de modo que quando eu menos esperava estávamos nos beijando, que boca maravilhosa, era mais bom do que aquilo que eu poderia imaginar, ficamos ali um bom tempo nos beijando e conversando. Mas quem aparece de novo? O abençoado do zelador, então disse - Oi pessoal me desculpem incomodar é que o parque já está fechando. Então falei tudo bem, me esqueci que o ancião da portaria tinha me falando. Então ficamos mais um pouco e trocamos presente, correntinhas, dei uma a ela, e ela me deu outra.


A PAIXÃO IMPROVISA

Trocados os presentes caminhamos para fora do parque, conversando olhamos uma rua vazia, entramos nela e procuramos um cantinho bem isolado perto de uma fábrica velha, poucas pessoas passavam por aquela estrada, então ficamos ali um bom momento beijando-­se e conversando, foi bom sentir aquela boca maravilhosa, sentir o calor de seu corpo, mas confesso que não fiz mais por conta do local, não pensem besteira, mentes poluídas.... Estou falando de me aproximar mais, e deixar ela mais à vontade. Dali fomos embora, fomos até certos locais juntos e depois nos separamos, cada um para o seu lado. Ainda continuamos a manter um contato, mas nada pessoal como eu acabei de narrar, aconteceu muito mais coisas, porém pararei por aqui. Queria apenas escrever essas palavras pois são as que eu guardo em meu coração, sem rancor ou magoar. Foi bom enquanto durou.

QUERO QUE SAIBA

Quero que saiba que aconteceu apenas uma vez, e deve ser sido isso, dessa maneira que talvez isso tenha sido algo especial para mim. Hoje quando te vejo Élpis não consigo nem te olhar, mas não é por raiva, por mal, por vingança, por medo, mas sim por que toda vez que vejo você, tudo isso que foi dito me vem à mente. Por isso não pense que eu apenas brinquei com você um dia, conformei-­me que não deu certo, mas ainda penso em você. Quero que saiba que você é uma garota especial em meu coração independente do que tenha acontecido depois ou antes disso. A forma que ti lembrarei será esta.

Pretinha Linda